O esporte resgata e integra
voltar

O esporte resgata e integra

Conheça Victoria, menina tímida que sofria bullying e agora é a estrela do time de basquete do Cestinha do Futuro, no Recife

Victoria tem 12 anos e 1m83. Sua altura chamou a atenção do professor de educação física do Colégio Magma, em Jaboatão dos Guararapes.

Ronaldo Lopes conta: “A Victoria era bem tímida e sofria bullying por ser muito alta. Chamavam a menina de varapau, poste. Percebi que ela tinha um potencial para se desenvolver no esporte e comecei a ensinar os fundamentos básicos do basquete. Ela gostou e evoluiu. Aí liguei para o Roberto Dornelas, técnico da equipe feminina do Sport Recife, e que tem o projeto Cestinha do Futuro, dizendo que tinha uma pedra bruta na mão. Ele conheceu a Victoria e a colocou no projeto”.

Victoria rapidamente se integrou ao grupo e tornou-se a estrela do time pré-mirim (até 12 anos). A equipe dela foi campeã na Liga NESCAU® e ela foi personagem de reportagem da Rede Globo de Recife. “Quero ser jogadora de basquete”, resumiu.

CestinhaFuturo
Victoria (centro) destaca-se na pré-mirim do Cestinha do Futuro