Conteúdos Bio

Matérias exclusivas sobre ingredientes, tendências e curiosidades sobre Nutrição e Saúde.

Importância de abordar a densidade nutricional dos alimentos na consulta.

Nestlé Faz Bem

Entenda o que é densidade nutricional, como é calculada e a importância de abordar o tema com seus pacientes, escolhendo alimentos mais nutritivos.

o que é densidade nutricional

Entenda o que é densidade nutricional dos alimentos, qual a definição da palavra e como é calculada para determinar os alimentos mais densos em nutrientes.

O termo densidade nutricional surgiu, no American Journal of Clinical Nutritional, em 2005, depois que as Diretrizes Dietéticas para os americanos passaram a recomendar a substituição de alguns alimentos em suas dietas por opções mais densas em nutrientes.

A proposta surgiu para melhorar a relação nutriente-energia na dieta nos Estados Unidos. Tal orientação dietética pressupõe a existência de um padrão de densidade de nutrientes¹.

Outros artigos questionam este padrão estipulado pelas Diretrizes Americanas. Em muitos casos, alimentos saudáveis são definidos pela ausência de ingredientes problemáticos — gordura, açúcar e sódio — e não pela presença de quaisquer nutrientes benéficos que possam conter². Logo, não existe um consenso mundial sobre a definição de densidade nutricional.

O que é densidade nutricional?

Para Maristela Strufaldi, nutricionista da Sociedade Brasileira de Diabetes, “densidade nutricional caracteriza-se pela proporção de calorias, nutrientes - macronutrientes e micronutrientes como vitaminas e minerais - e unidade (volume/peso) do alimento. Ou seja, trata-se do teor nutritivo do alimento, da capacidade de oferta nutricional que este proporciona para o organismo”

Como calcular a densidade nutricional?

Ao longo dos últimos anos, foram realizados diversos estudos para determinar um método científico para medir a quantidade de micronutrientes por peso dos alimentos e assim calcular a densidade nutricional. Os mais comuns ou usados ou conhecidos são:

  • Escore NNR¹
  • Índice NRF²
  • Método do Dr. Mathieu P. Lalonde³

Sabemos que a ciência reconhece os benefícios à saúde de ativos como fitoquímicos do chá e/ou lactobacillus casei de um leite fermentado. Porém, ainda não se leva em conta estas substâncias no cálculo da densidade nutricional dos alimentos. Também é importante salientar é que não existe um índice de densidade nutricional desenvolvido para o brasileiro.

Como abordar com o paciente?

Para Maristela Strufaldi, “o termo densidade nutricional (pode ser usado), em meio a outros conceitos, focando em educação nutricional com o paciente, valorizando o poder dos alimentos”. Ainda, conforme a nutricionista, “a melhor forma de abordar é lembrar que não comemos nutrientes, a gente come alimentos. É importante trazer o conceito do equilíbrio da quantidade e qualidade, que a gente tanto preconiza na nutrição.”

 

Nestlé 100 anos

Em 100 anos de história, a nutrição sempre esteve presente e as pessoas são nosso ponto de partida. Nossa meta agora é atender às necessidades nutricionais de 10 bilhões de pessoas até 2050 com responsabilidade e sustentabilidade. Para isso, estamos aumentando os ingredientes positivos dos produtos e tornando a operação mais sustentável. Inclusive, isso só é possível por conta do relacionamento firme com você, nutricionista, entre outros parceiros, que compartilham do nosso propósito. Veja mais e saiba quais ações a Nestlé está aplicando:

CONFIRA

Por SPRIM Brasil

Referências:

  1. ¹ DREWNOWSKI, A. Concept of a nutritious food: toward a nutrient density score, The American Journal of Clinical Nutrition, v., n. 4, oct. 2005, p. 721–732. Disponível em: https://doi.org/10.1093/ajcn/82.4.721
  2. ² Ancestral Health Symposium, Ancestral Health Society, UCLA, 2012. Disponível em: https://ancestralhealth.org/
  3. ³ DREWNOWSKI, A. FULGONI, V.L., Nutrient density: principles and evaluation tools, The American Journal of Clinical Nutrition, v. 99, n. 5, mai. 2014, p. 1223S–1228S. Disponível em: https://doi.org/10.3945/ajcn.113.073395