Conteúdos Bio

Matérias exclusivas sobre ingredientes, tendências e curiosidades sobre Nutrição e Saúde.

Lactobacillus casei e seus benefícios à saúde

Nestlé Faz Bem

Estudos apontam que estas cepas podem apresentar redução na duração e na severidade da diarreia.

Lactobacillus casei e seus benefícios à saúde

Uma coisa é verdade: o fato de a microbiota humana oferecer grande diversidade de filos, gêneros e espécies dificulta o entendimento dos benefícios dos probióticos. Mas eles estão aí e são inegáveis os seus benefícios, como confirmam diversos estudos recentes1.

Os probióticos são microrganismos vivos que agem no corpo, podendo trazer benefícios à saúde do hospedeiro quando administrados em quantidades adequadas. Podem agir auxiliando na digestão e na absorção de nutrientes e ajudam, ainda, a fazer com que o corpo fique menos suscetível a doenças, fortalecendo a imunidade. Estudos demonstram que existem perspectivas animadoras quanto ao uso dos probióticos em distúrbios intestinais funcionais e inflamatórios, em condições imuno/alérgicas sistêmicas, síndrome metabólica, entre outros. Uma metanálise concluiu, por exemplo, que probióticos melhoram o tempo de trânsito intestinal, a frequência de evacuação e a consistência das fezes em portadores de constipação intestinal2,3.

Os lactobacillus, que fazem parte do grupo dos probióticos, são bactérias capazes de agir diretamente sobre o trato gastrointestinal e são resistentes ao nosso processo de digestão, conseguindo chegar até o intestino.

Dessa forma, o lactobacillus tem a missão de inibir a proliferação de bactérias prejudiciais ao corpo, além de reconstruir a parede intestinal, o que permite a correta absorção dos nutrientes essenciais para um organismo saudável. Disso tudo você, provavelmente, já sabia! Mas você conhece os benefícios específicos do Lactobacillus casei?

O grupo dos Lactobacillus casei é composto por 3 espécies bacterianas: Lactobacillus casei; Lactobacillus paracasei; e Lactobacillus rhamnosus.

De acordo com recentes pesquisas, os Lactobacillus casei fazem parte das cepas que podem, de forma isolada ou em combinação, apresentarem redução - tanto na duração quanto na severidade - da diarreia. De acordo com as diretrizes do World Gastroenterology Organisation Global Guidelines (WGO, 2012), o L. casei chega a reduzir, em aproximadamente um dia, a duração da doença diarreica aguda em crianças4.

Para o nutricionista Caio Luna, especialista em saúde intestinal, a ingestão de Lactobacillus casei via alimentação ou suplementação pode beneficiar o organismo de diversas formas, especialmente na saúde intestinal. “As bactérias do grupo Lactobacillus casei têm efeitos positivos no tratamento da diarreia crônica, na prevenção de diarreia associada ao uso de antibióticos e na recuperação da microbiota, após um episódio de diarreia infecciosa, por exemplo”. Para ele, a utilização regular de alimentos probióticos ou suplementos contendo L. casei pode melhorar quadros de constipação intestinal, aumentando a frequência de evacuação, além de auxiliar no controle dos sintomas da Síndrome do Intestino Irritável, como dor e desconforto abdominal, por exemplo.

Benefícios que vão muito além da Saúde Intestinal

Caio acrescenta, ainda, que o L. casei apresenta efeitos positivos na redução do colesterol e na melhora da atividade imunológica, inibindo o crescimento de microrganismos patogênicos5,6,7,8,9. Além disso, outros benefícios inusitados são atribuídos à administração de Lactobacillus casei: “Pode auxiliar na redução da gravidade de condições alérgicas, como a rinite10, e diminuir a duração de infecções respiratórias agudas11,12. Existem também indícios do uso como prevenção e tratamento da candidíase vaginal13, já que inibe o crescimento de microrganismos patogênicos vaginais, como a Candida Albicans” 14,15,16,17, afirma o nutricionista.

Recomendação de consumo para que o Lactobacillus casei exerça seu efeito

De acordo com a ANVISA, os alimentos devem apresentar a quantidade mínima de 106 (1 milhão de CFU) por grama, ou 109 (1 bilhão de CFU) de probióticos a cada 100g de produto18.

Mas para que o probiótico alcance o intestino em quantidades e condições ideais para exercer seus efeitos benéficos, alguns fatores são fundamentais, como ressalta Caio Luna: a quantidade suficiente de colônias formadoras de unidade (CFU), a sobrevivência dos probióticos no produto alimentício e a sobrevivência dos probióticos às condições do estômago. “Para atingir uma concentração terapêutica e efetiva do Lactobacillus casei, é necessário ingerir, diariamente, uma quantidade mínima de 108 (100 milhões de CFU - colônias formadoras de unidade, também chamadas de colônias de probióticos), ou seja, é necessário que se adicione ao menos 108 CFU de Lactobacillus casei à dose diária recomendada do produto alimentício”, orienta Caio.

Muitos são os probióticos que melhoram o equilíbrio da microbiota, e as os L. casei são ótimos exemplos dessa diversidade. Eles podem ser encontrados em produtos alimentícios, e assim, inseridos diariamente na alimentação do paciente, contribuindo para melhorar várias condições de saúde19.

CHAMYTO® Leite Fermentado

O leite fermentado da Nestlé® com lactobacilos vivos, desenvolvido com probióticos do grupo dos Lactobacillus casei, além de saboroso oferece esses microrganismos benéficos para a saúde. Experimente!

por SPRIM Brasil

Referências:

  1. Lajolo, F.M et al. Microbioma, probióticos e saúde. ILSI Brasil—International Life Sciences Institute do Brasil. Pg 35. São Paulo, 2017.
  2. Diaz, J.P. et al. Mechanisms of Action of Probiotics. Advances in Nutrition, 2019. Disponível em https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6363529/.
  3. DIMIDI, E. et al. The effect of probiotics on funcional constipation in adults: a systematic review and meta-analysis of randomized controlled trials. AM J Clin Nutr, v 100, v.4, p.1075-84, 2014.
  4. WGO- World Gastroenterology Organisation Global Guidelines. Acute diarrhea in adults and children: a global perspective. 2012. Disponível em: www.worldgastroenterology.org .
  5. CORSELLO G, et al. Preventive Effect of Cow's Milk Fermented with Lactobacillus paracasei CBA L74 on Common Infectious Diseases in Children: A Multicenter Randomized Controlled Trial. Nutrients. 2017;9(7):669.
  6. Naito E, Yoshida Y, Kunihiro S, et al. Effect of Lactobacillus casei strain Shirota-fermented milk on metabolic abnormalities in obese prediabetic Japanese men: a randomised, double-blind, placebo-controlled trial. Biosci Microbiota Food Health. 2018;37(1):9-18. doi:10.12938/bmfh.17-012
  7. J. Wang, H. Zhang, X. Chen, Y. Chen, Menghebilige, Q. Bao. Selection of potential probiotic lactobacilli for cholesterol-lowering properties and their effect on cholesterol metabolism in rats fed a high-lipid diet,Journal of Dairy Science, Vol 95, Issue 4 1645-1654 (2012) ISSN 0022-0302. https://doi.org/10.3168/jds.2011-4768.
  8. Hou, H., Guo, D., Zhang, G. et al. Characteristics of cholesterol-lowering Lactobacillus casei subsp. casei strain GL-03 isolated from cheese. J Korean Soc Appl Biol Chem 57, 597–603 (2014). https://doi.org/10.1007/s13765-013-4226-y
  9. M.T. Liong, N.P. Shah, Effects of a Lactobacillus casei Synbiotic on Serum Lipoprotein, Intestinal Microflora, and Organic Acids in Rats, Journal of Dairy Science, Volume 89, Issue 5, 2006, Pages 1390-1399,I SSN 0022-0302, https://doi.org/10.3168/jds.S0022-0302(06)72207-X.
  10. Giovannini M: A randomized prospective double blind controlled trial on effects of longterm consumption offermented milk containing Lactobacillus casei in pre-school children with allergic asthma and/or rhinitis. Pediatr Res. 2007, 62 (2): 215-20. 10.1203/PDR.0b013e3180a76d94.
  11. Guillemard E, Tanguy J, Flavigny A, de la Motte S, Schrezenmeir J. Effects of consumption of a fermented dairy product containing the probiotic Lactobacillus casei DN-114 001 on common respiratory and gastrointestinal infections in shift workers in a randomized controlled trial. J Am Coll Nutr. 2010;29(5):455-468. doi:10.1080/07315724.2010.10719882
  12. Guillemard E, Tondu F, Lacoin F, Schrezenmeir J. Consumption of a fermented dairy product containing the probiotic Lactobacillus casei DN-114001 reduces the duration of respiratory infections in the elderly in a randomised controlled trial. Br J Nutr. 2010;103(1):58-68. doi:10.1017/S0007114509991395
  13. Allonsius CN, Vandenheuvel D, Oerlemans EFM, Petrova MI, Donders GGG, Cos P, Delputte P, Lebeer S. Inhibition of Candida albicans morphogenesis by chitinase from Lactobacillus rhamnosus GG. Sci Rep. 2019 Feb 27;9(1):2900. doi: 10.1038/s41598-019-39625-0. PMID: 30814593; PMCID: PMC6393446.
  14. Tebyanian, Hamid & Bakhtiari, Afsaneh & Karami, Ali & Kariminik, Ashraf. (2017). Antimicrobial Activity of some Lactobacillus Species against Intestinal Pathogenic Bacteria. International Letters of Natural Sciences. 65. 10-15. 10.18052/www.scipress.com/ILNS.65.10.
  15. Silva, Diego & Sardi, Janaina & Pitangui, Nayla & MagreRoque, Sindy & Silva, Andréa & Rosalen, Pedro. (2020). Probiotics as an alternative antimicrobial therapy: Current reality and future directions. Journal of Functional Foods. 73. 10.1016/j.jff.2020.104080.
  16. Tajehmiri, Ahmad & Darsanaki, Reza & Moslem, Mina & Lozoumi, Zahra & Kolavani, Masoud & Aliabadi, Morteza. (2014). Antimicrobial Activity of Lactobacillus spp. Isolated from Commercial Yoghurts against Pathogenic Bacteria. JOURNAL OF PURE AND APPLIED MICROBIOLOGY. 8. 2211-2215.
  17. Wasfi R, Abd El-Rahman OA, Zafer MM, Ashour HM. Probiotic Lactobacillus sp. inhibit growth, biofilm formation and gene expression of caries-inducing Streptococcus mutans. J Cell Mol Med. 2018 Mar;22(3):1972-1983. doi: 10.1111/jcmm.13496. Epub 2018 Jan 8. PMID: 29316223; PMCID: PMC5824418.
  18. BRASIL. AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITARIA. Regulamento técnico de substâncias bioativas e probióticos isolados com alegação de propriedades funcionais e ou de saúde. Res. N 2 de 07/10/2002. Brasília, DF, 2002.
  19. NEISH,A.S.Microbes in gastrointestinal Health and disease. Gastroenterol, v.136,n. 1,p.65-80,2009.