Viver bem é saber viver

Desafio da feira nossa de cada dia

TIRADO DA EDIÇÃO: Setembro 2019#82
Todas as vezes que sai para fazer compras, a psicóloga Luana Koucher, 35, leva na bolsa sacolas de pano de diferentes tamanhos, além de pequenos saquinhos que coleciona. “Tenho de algodão, de TNT, todos reutilizados. Já foram embrulhos de presentes. Hoje, uso para carregar grãos, temperos, e outros produtos menores”, conta.

Esse hábito, que ela cultiva há quase uma década, dificilmente passa despercebido na feira, no hortifruti ou no supermercado. “Muitos vendedores insistem para que eu pegue sacolas. Outro dia, uma senhora me parou para falar que meu saquinho de algodão era muito chique”, lembra, rindo.

O desafio de usar cada vez menos plástico no dia a dia começou em 2010, quando Luana morava na Austrália. “Vi uma reportagem que falava sobre as ilhas de plástico no oceano e fiquei apavorada. Olhei ao meu redor e comecei a eliminar todas as embalagens. Uma vez que você começa a pensar no assunto, percebe que tudo que fazemos produz muito lixo”, afirma.

Do choque inicial, Luana passou para a ação. Na internet, descobriu exemplos de pessoas que, assim como ela, procuravam viver uma vida produzindo menos resíduos. A seguir, ela nos conta como é possível.

E não precisa virar sua vida de cabeça para baixo. Medidas simples, na hora da feira, e ao descartar o lixo — orgânico e reciclável — por exemplo, podem fazer a diferença. Em casa, Luana sempre pensa em como reutilizar o que ela já tem à mão e saber como descartar produtos recicláveis. Uma boa dica, segundo ela, é apostar na compra de produtos a granel – para essas compras, ela utiliza pequenos sacos ou potes de vidro, em sua maioria comprados em brechós. Ainda assim, algumas embalagens são difíceis de eliminar, como as de carne e outros produtos industrializados, como laticínios. Por isso, é sempre importante lavar as embalagens que irão para a reciclagem.

“Vivemos em um país que ainda segue a lógica do plástico e do descartável, mas tentar utilizá-los menos já faz parte da minha vida e se tornou uma prioridade para mim. Sei que é um universo muito pequeno, mas estou fazendo minha parte”, afirma. No seu círculo mais íntimo, ao menos, esse posicionamento já começou a fazer efeito. “Minha mãe passou a prestar mais atenção nisso e com frequência recebo mensagens de amigas dizendo que compraram canudos de metal. Nossas atitudes refletem em outras pessoas.”

Atitudes que ajudam a diminuir o consumo de plástico:

  1. Tenha sempre uma ecobag na sua bolsa.
  2. Reutilize objetos que já têm m casa, como sacos de pano e vidros de embalagens.
  3. Frutas, verduras e pães podem ser levados em sacos de pano; grãos, cereais e temperos, em potes de vidro.
  4. Use bucha vegetal ao invés da esponja de cozinha. Adote uma composteira para descartar o lixo orgânico.
  5. Folhas de jornal também podem ser usadas no lugar de sacos de lixo.

Publicação retirada da Revista Nestlé Com Você

Nossa revista é para você que quer sempre ficar por dentro das novidades Nestlé. Artigos, reportagens especiais, produtos que estão indo para o mercado além de muitas receitas para todos os momentos. Bem-vindos ao mundo Nestlé.

setembro 2019

Edição 82

Que tal voltar das compras com menos embalagens? E também damos dicas de como fazer o descarte de lixo orgânico e reciclável na sua casa.

LEIA ESTA EDIÇÃO

Publicações relacionadas

Saúde e bem-estar para todos

Desvende os segredos da pirâmide alimentar e faça cardápios saudáveis e equilibrados, harmonizando os alimentos.

VEJA MAIS

Se essa rua fosse minha

Seu filho não larga o tablet ou o celular? Você não está sozinho. Fomos checar com especialistas que relação é essa que estamos estabelecendo com a tecnologia e reunimos histórias de pessoas que transformaram a rotina e seu entorno motivadas pela importância do brincar ao ar livre

VEJA MAIS

Cada um no seu quadrado

O que fazer com aquela peça velha do computador? e a tv que não funciona mais? lidar com o lixo eletrônico não precisa ser um bicho de sete cabeças. veja a seguir

VEJA MAIS

Saia da bolha

Conectar-se com o outro pode parecer algo desafiador, mas muito necessário nos nossos dias. Confira maneiras de como dar esse passo a partir de pequenas (grandes) atitudes

VEJA MAIS

Lições para uma relação feliz

Dificuldades e conflitos são inevitáveis nas relações afetivas, mas algumas dicas podem fazer toda a diferença e facilitar a vida de duas pessoas que se amam

VEJA MAIS