Peter Brabeck-Letmathe acredita que a água é um direito humano?

Nestlé Faz Bem
Peter Brabeck-Letmathe acredita que a água é um direito humano?

Sim. Nosso antigo Presidente do Conselho de Administração, Peter Brabeck-Letmathe, acha que a água é um direito humano e que todas as pessoas, em qualquer parte do o mundo, têm direito a água limpa e segura para beber e a saneamento.

Mas o que ele quer dizer quando diz que a água não é "livre"?

Peter Brabeck apoia a visão das Nações Unidas de que ""existe água potável suficiente no planeta para sete bilhões de pessoas, mas é distribuída de forma desigual, com muito desperdício, poluição e falta de sustentabilidade".

Segundo a ONU Água, a escassez de água já afeta todos os continentes. Cerca de 1,2 bilhão de pessoas, ou seja, quase um quinto da população mundial, vive em áreas de escassez física de água, e 500 milhões de pessoas estão se aproximando dessa situação.

Peter. Brabeck sempre argumentou que todos deveriam ter acesso gratuito à água de que precisam para beber e ao saneamento, onde quer que estejam.

No entanto, ele não acredita que seja justo que mais de dois bilhões de pessoas em todo o mundo ainda não tenham acesso a um simples banheiro, e mais de um bilhão não tenha acesso a qualquer tipo de fonte de água bem aproveitada, enquanto em outras partes do mundo as pessoas usam quantidades excessivas deste recurso precioso e cada vez mais escasso para fins não essenciais, sem sustentar um custo mais justo por sua infraestrutura.

Esta é uma propaganda tendenciosa. Ele não está apenas retrocedendo simplesmente porque as pessoas estão criticando suas declarações online?

Não. Peter Brabeck sempre esteve na vanguarda dos esforços da indústria para chamar a atenção para a escassez de água por anos.

Ele apresentou sua opinião sobre esse assunto claramente em dezenas de entrevistas, painéis de discussão e programas de televisão, inclusive:
  • "Another Incovenient Truth" (Editorial, New York Times, 2008)
  • "Water as a scarce resourse" (Entrevista à McKinsey, 2009)
  • "A iminente escassez de água: o Presidente do Conselho de Administração da Nestlé pede mais pesquisas à medida que o problema piora" (Entrevista à Harvard Gazette, 2010)
  • Peter Brabeck, Presidente do Conselho de Administração da Nestlé, parece enfrentar a crise mundial da água (Entrevista com a Reuters, 2012)
  • Peter Brabeck da Nestlé: nossa atitude com relação à água precisa mudar (Entrevista para o Guardian, 2013)
  • Peter Brabeck-Letmathe da Nestlé discute o futuro da sustentabilidade da água (Entrevista para a CNBC, 2014)
  • O Presidente do Conselho de Administração da Nestlé adverte que o problema da escassez de água é "mais urgente" do que a mudança climática (Entrevista para o Financial Times, 2014)
Peter Brabeck preside o Grupo de Recursos Hídricos 2030 [2030 Water Resources Group], um esforço de colaboração inovador entre empresas, governos e sociedade civil na busca de soluções práticas para enfrentar a escassez de água.

Ele também é o líder da Iniciativa Global da Água do Fórum Econômico Mundial, uma influente parceria público-privada que explora possíveis soluções para a escassez de água e encoraja o diálogo e a colaboração entre as partes interessadas.

Escreve regularmente sobre suas atividades direcionadas para a questão da escassez e do acesso à água na agenda de políticas públicas, como a defesa do acesso universal à água potável até 2025, o mais tardar.

Então, por que algumas organizações fizeram uma petição contra a Nestlé? As pessoas estão afirmando que em uma entrevista em vídeo em 2005, Peter Brabeck afirmou que todas as fontes de água deveriam ser privatizadas. Isso simplesmente não é verdade. O que ele defende, e sempre defendeu, é uma gestão de água mais eficiente por parte dos indivíduos, indústrias, da agricultura e governos.

Perguntas relacionadas

Ver todas as perguntas