6 benefícios da ioga para a saúde e como começar a praticá-la

6 benefícios da ioga para a saúde e como começar a pratiá-la.

 

 

Prática melhora a saúde física e mental; especialistas dão dicas para você começar com o pé direito


Técnica milenar criada na Índia para trabalhar as disciplinas físicas e mentais, a ioga chegou ao Brasil na década de 1940 e alcançou a popularidade trinta anos depois. Hoje, é uma das modalidades mais procuradas por quem busca o equilíbrio mental e é indicada inclusive como complementar aos tratamentos de ansiedade, depressão e síndrome do pânico.

 

O que surpreende muita gente depois de um tempo de prática é como ela também melhora o funcionamento do organismo e tonifica os músculos do corpo.

 

Conheça, a seguir, seis benefícios da ioga para a saúde:

 

1 - Regulação hormonal

As posturas da ioga “massageiam” as glândulas endócrinas, responsáveis pela liberação de hormônios na corrente sanguínea. Contraindo ou estendendo essas glândulas, a prática regula a circulação hormonal e é capaz de aliviar cólicas menstruais e enxaqueca, melhorar o humor e auxiliar no tratamento de doenças autoimunes, como esclerose múltipla e lúpus.

 

2 - Melhora do sistema imunológico

A respiração profunda, controlada e lenta da ioga - chamada pranayama - faz o movimento do diafragma ser perfeito, ativando o sistema linfático. Ele, por sua vez, é ligado à produção de glóbulos brancos, o que melhora o sistema imunológico e deixa o organismo mais resistente a doenças infecciosas transmitidas pelo ar.

 

3 - Regulação da pressão arterial

A pranayama também atua na oxigenação e no bombeamento do sangue – que, com a velocidade adequada, autorregula a pressão arterial gradativamente.

 

4 - Diminuição do estresse

O cortisol, hormônio liberado no organismo em situações de nervosismo e que leva ao estresse, tem sua produção diminuída significativamente durante e após a prática da ioga. É muito difícil ficar realmente estressado quando se é um iogue.

 

5 - Fortalecimento da sustentação muscular

Os movimentos da ioga tonificam os músculos abdominais e os de sustentação da coluna vertebral. Em algumas semanas, a postura fica melhor ao andar, ao sentar e até ao dormir, e eventuais dores nas costas começam a desaparecer.

 

6 - Alívio nos sintomas de ansiedade, depressão e pânico

A respiração pranayama coloca o praticante de ioga em contato com seu “eu” e muda as ondas mentais. Sintomas de doenças como a ansiedade, a depressão e a síndrome do pânico são atenuados à medida em que a pessoa desenvolve um controle sobre suas reações a situações inesperadas do dia a dia que, em condições anteriores, agravariam seu quadro.

 

 

Qualquer pessoa pode praticar ioga?

Sim, qualquer pessoa pode praticar ioga, independentemente de idade, sexo, peso e condições de saúde em geral. O que muda são o tom e a intensidade dos exercícios. Quem faz toda a diferença é o professor: para cada necessidade há uma solução, para todos os corpos existem as posturas adequadas que o profissional deve conhecer.

 

Gestantes, por exemplo, têm algumas restrições de posicionamento que devem ser pensadas para a prática da ioga, e um instrutor especializado saberá exatamente como orientá-las de modo que não haja prejuízo para sua saúde.

 

O mesmo vale para idosos, pessoas muito musculosas, pessoas sem musculatura definida, pessoas com deficiência física, pessoas com doenças autoimunes e para todas as particularidades possíveis.

 

 

Como começar a praticar

 

Compareça a aulas presenciais antes de fazer ioga sozinho em casa

Aulas online são válidas, mas é importante ter algum conhecimento orientado pessoalmente antes de partir para esse tipo de prática solo. Um professor observará suas posturas e seus movimentos e os corrigirá para que a ioga se adeque perfeitamente ao seu corpo. Quando você se sentir confortável nos posicionamentos, pode pensar em fazê-los sozinho em casa.

 

Faça aulas experimentais

Existem vários tipos de ioga. No Brasil, o mais popular é o Hatha Yoga, seguido por Ashtanga Yoga, Vinyasa Yoga, Raja Yoga, Kundalini Yoga e Iyengar Yoga. Cada um trabalha posturas e respiração de uma forma, com objetivos mais físicos ou mais espirituais.

 

É importante vivenciar as práticas antes de escolher a “sua” ioga e, principalmente, não desistir depois de ter feito apenas uma aula de uma delas e odiado – pode ser que ela apenas não fosse adequada às suas necessidades e expectativas.

 

Nunca tente mais do que o corpo aguenta

Uma das virtudes dos praticantes de ioga é a paciência. Por isso, não tente forçar o corpo em uma postura para a qual ele não está pronto ainda. Vá aos poucos e, assim, evite lesões musculares. Essa dica vale especialmente para a prática de ioga em casa.

 

Tenha consistência na prática

Não é preciso fechar a agenda por uma hora diariamente; se você dispõe de cinco minutos por dia para a prática de ioga, use-os. Mais do que o tempo, o que importa para os bons resultados da ioga é a consistência.

 

Entoe mantras

Os mantras ajudam na concentração e a se desligar do mundo exterior. Existem diversos apps com sugestões de mantras de ioga a serem seguidos. Encontre os que mais lhe agradem e use-os sem limitações.

 

Use roupas confortáveis

É essencial se sentir à vontade para fazer as posturas da ioga, sem a interferência de tecidos ou a preocupação o visual. Largas ou justas, use roupas que deixem seus movimentos livres e com as quais você se sinta bem.

 

Fontes consultadas: Antonio Tigre (professor de ioga certificado em Iyengar Yoga) e Paty Renda (professora brasileira de ioga radicada na Flórida, EUA)

 

Este conteúdo foi originalmente produzido por Minha Vida

 

PARA SABER MAIS SOBRE OS PRODUTOS MOLICO, CLIQUE AQUI!

 

 

 

 

 

 

Nestlé 100 Anos

O site da Nestlé está de cara nova!

Clique, cadastra-se e participe da nossa celebração.


 
 
Conheça a nova plataforma e mude seus hábitos!

Conheça a nova plataforma e mude seus hábitos!

Uma experiência divertida e cheia de saúde. Dicas práticas, receitas e muito mais sobre alimentação infantil em conversas rápidas e leves.