6 grupos de superalimentos que você deveria comer todos os dias

6 grupos de superalimentos que você deveria comer todos os dias

 

 

O segredo está nas cores das comidas e das bebidas – e quanto mais coloridas as refeições, mais nutritivas elas são


Todo alimento, seja ele uma fruta, um grão, uma verdura ou legume, é abundante em algum nutriente - e uma ótima forma de desvendar isso é observando sua cor. Alimentos que fazem parte de um mesmo grupo cromático, mesmo que possuam tons diferentes, costumam ter nutrientes em comum. Por isso, quanto mais colorida a alimentação, mais saudável e nutritiva ela é.

 

A atenção a esse detalhe visual é muito importante porque existe uma diferença entre estar satisfeito com uma refeição e estar bem nutrido depois dela. Montar pratos e copos sempre com alimentos de uma cor só, seja ela verde, vermelha, amarela ou qualquer outra, pode deixar a pessoa satisfeita e sem vontade de comer novamente por horas, mas isso não significa que seu organismo esteja bem nutrido.

 

Conheça, a seguir, os grupos alimentares de acordo com suas cores e saiba como montar refeições bem coloridas para ficar, além de satisfeito, muito bem nutrido:

 

Alimentos marrons

Nozes, aveia, castanhas e cereais integrais são fontes de fibras e vitaminas do Complexo B e E. Eles agem no organismo da seguinte maneira:

 

Fibras

Diminuem o risco de doenças cardíacas, melhoram os níveis de glicose no sangue, estimulam o funcionamento digestivo e a regularidade intestinal e auxiliam no gerenciamento de um peso saudável.

 

Vitaminas do complexo B

São diversas, então, é melhor compreender os benefícios de cada uma delas, isoladamente:

 

  • Vitamina B1 (tiamina) - necessária para a metabolização correta de carboidratos e para a saúde do coração e do sistema nervoso;

  • Vitamina B3 (niacina) - contribui na formação e manutenção da pele e mucosas, além de ser necessária para a produção de energia do corpo e para o funcionamento do sistema nervoso;

  • Vitamina B5 (ácido pantotênico) - é necessária nos processos que envolvem as gorduras, dentre eles a formação de hormônios, o colesterol e a estrutura das células da pele;

  • Vitamina B6 (piridoxina) - importante para o metabolismo proteico, além de participar do transporte de ferro pelo organismo;

  • Vitamina B12 (cianocobalamina) - participa da formação do nosso DNA e também dos processos que envolvem proteínas e carboidratos;

  • Vitamina B7 (biotina) - sua principal contribuição para o organismo é na manutenção da saúde nos processos de energia e gorduras;

 

Vitamina E

Sua ingestão a partir de fontes naturais é capaz de proteger contra radicais livres envolvidos em doenças cardiovasculares, câncer, catarata e neurodegeneração.

 

Alimentos vermelhos

O licopeno, responsável pela cor vermelha do morango, do tomate, da melancia, do caqui, da goiaba vermelha, da framboesa e da cereja, entre outros, é um poderoso antioxidante que protege as células e ajuda a manter o organismo saudável.

 

Recentemente, foi apontado também como um eficaz protetor contra o desenvolvimento de câncer de próstata. Além disso, os alimentos vermelhos contêm uma quantidade significativa de antocianina, pigmento natural que estimula a circulação sanguínea.

 

Alimentos Brancos

 

Alimentos brancos

Leite, queijo, couve-flor, batata, arroz, cogumelos e bananas são as melhores fontes de cálcio e de proteínas na alimentação. Entenda por que estes minerais são importantes para o funcionamento do organismo:

 

  • Proteínas

    Atuam na construção e manutenção dos tecidos do corpo (principalmente musculares), na formação de hormônios e dos mecanismos de defesa do corpo (a imunidade), no fornecimento de energia, no transporte de gorduras, de vitaminas e de oxigênio, além de contribuírem para a saciedade.
  •  

  • Cálcio

    Mineral essencial para a formação de ossos e dentes e também para o processo de digestão. Tem também uma importante função neuromuscular, auxiliando na contração de músculos e em processos neurológicos.

 

Alimentos verdes

Vegetais folhosos, pimentão, salsão e ervas contêm clorofila e vitamina A. Essas substâncias atuam da seguinte maneira:

 

  • Vitamina A

    Ligada ao sistema imunológico e considerada, entre todos os micronutrientes, o mais intimamente ligado às doenças infecciosas. Tem também um papel fundamental na integridade dos processos visuais – a deficiência em vitamina A é a principal causa de cegueira evitável na infância. Por fim, é uma espécie de “varredora” de radicais livres, o que protege o organismo contra o estresse oxidativo que pode lesar as estruturas dos sistemas biológicos;
  •  

  •  Clorofila

    Potencialmente antioxidante e preventiva de doenças como o câncer.

 

Alimentos amarelos e alaranjados

Mamão, cenoura, manga, laranja, pêssego e damasco, entre outros alimentos amarelos ou alaranjados, são alimentos ricos em vitamina B3 e em ácido clorogênico. Estas substâncias mantêm a saúde do sistema nervoso central e ajudam a prevenir o câncer de mama. Outra substância em que eles são ricos é o betacaroteno, antioxidante protetor do coração.

 

Alimentos azulados e arroxeados

Uvas, ameixa, figo, beterraba e repolho roxo são excelentes fontes de ácido elágico, substância que retarda o envelhecimento e auxilia na neutralização de substâncias cancerígenas.

 

E os alimentos fortificados?

Eles são superalimentos também. Isso porque já são abundantes em seus principais nutrientes e ganham de bônus as propriedades nutritivas adicionais.

 

O melhor exemplo é o leite fortificado: naturalmente rico em cálcio e proteínas, ele é reforçado pelas vitaminas e pelos minerais em que a alimentação da população brasileira é deficiente. Uma aposta vencedora.

 

Fonte consultada: nutricionista Renata Piermarini Azambuja, da Nutrition, Health and Wellness Unit da Nestlé Brasil Ltda.

 

PARA SABER MAIS SOBRE OS PRODUTOS MOLICO, CLIQUE AQUI!

 

 

 

 

 

 

NesPLAY

Mude com NesPLAY

Para estimular um dia a dia mais saudável, o app NesPLAY reúne receitas e atividades divertidas para as crianças e a família mudarem hábitos brincando.