Crianças e sobrepeso

Nestlé Faz Bem
individuos criancas e sobrepeso

Saiba o motivo das crianças estarem com sobrepeso

A pesquisa IKS (The Infant and Kids Study), feita pela Nestlé em parceria com o Ibope, aponta que a saúde das crianças está em risco diante de um cenário no qual os pequenos estão com sobrepeso e sedentários. De todas as crianças pesquisadas, uma a cada duas está acima do peso.

Sem uma mudança nos hábitos alimentares das crianças, as perspectivas são preocupantes. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), a obesidade e o sobrepeso infantil deverão atingir aproximadamente 75 milhões de crianças no mundo inteiro até 2025. 

Como a maior empresa de alimentação do mundo, a Nestlé quer fazer parte da solução deste problema de saúde pública. Para isso, reduzimos a quantidade de açúcar e sódio em muitas marcas e categorias de produtos, apoiamos programas como o Nutrir, o United for Healthier Kids, as Jogadeiras, patrocinamos o Vôlei Nestlé, entre outras iniciativas.

Veja o que tem levado as crianças à obesidade

1 – Alimentação

Uma alimentação com muitas gorduras e açúcares tem sido um dos problemas enfrentados no combate à obesidade e o sobrepeso infantil. De acordo com a pesquisa, 33,5% das crianças, na faixa entre 4 e 12 anos, consomem mais gordura do que a recomendação diária, que é de 20% a 30% das colorias consumidas durante todo o dia.

2 – Sal

Apesar de também fazer parte da alimentação, o consumo de sódio merece uma atenção especial. Dados do IKS mostram que 77% do consumo de sódio entre as crianças de 9 e 12 anos está acima da quantidade diária recomendada, que é de 5 gramas por dia. O consumo excessivo pode aumentar o risco de desenvolvimento de doenças crônicas, como o diabetes tipo 2, hipertensão arterial e aumento dos níveis de colesterol ruim.

3 – Sedentarismo

A pesquisa também mostra que 45% das crianças da faixa etária de 10 a 12 anos são sedentárias. O estudo realizado pela Nestlé revelou também que 75% das crianças entre 7 e 12 anos passam quatro horas ou mais por dia em frente à televisão ou computador, ou seja, o dobro da permanência recomendada. Mas a tecnologia não pode ser a única responsabilizada. Os pais e responsáveis, que servem de espelho para as crianças, dedicam cada vez mais tempo à televisão, ao celular e ao computador.

4 – Rotina

Aspectos biológicos, sociais e comportamentais têm influência direta na obesidade, por isso, é preciso de atenção redobrada nas regiões onde a vida é ainda mais corrida. As crianças entre 5 e 10 anos que moram na região sudeste, por exemplo, apresentam um índice de sobrepeso de 40%.

Histórias relacionadas