Desperdício: drible esse problema

Dicas para evitar o exagero e reaproveitar as sobras

 
Por Goretti Tenorio, para Estúdio Abril Branded Content
Desperdício de alimentos: saiba como driblar esse problema

 


Fartura e comida são palavras que combinam, não tem como negar. Mas vale prestar atenção para não comer com os olhos, porque a consequência pode ser o desperdício – de alimento e, por tabela, de nutrientes.

 

Pois veja o que constatou um levantamento liderado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) [1]: no Brasil, cada família joga fora, por ano, mais de 128 kg de alimentos, numa média de mais de 40 kg por pessoa – ou seja, 40 pratos bem servidos de comida. Dados como que se repetem pelo mundo afora, até deram origem a um movimento global, o Stop Food Waste, que tem como objetivo reduzir esse desperdício.[2] Por aqui, nem o nosso cultuado feijão com arroz escapa: a dupla representa 22% da comida que vai para o lixo. Carne vermelha e frango não ficam muito atrás, representando 20% e 25% dos descartes, respectivamente.

 

Na maioria das vezes as pessoas nem percebem que estão colaborando para essa prática, até porque na vida apressada muitas vezes somos guiados por uma espécie de piloto automático. O bacana é que algumas medidas simples facilitam o dia a dia e ainda ajudam a economizar.

 

Faça lista de supermercado

Ao sair para as compras sabendo o que queremos comprar, deixamos de agir por impulso. Quem nunca se rendeu às ofertas de compre um e leve dois, sem nem considerar que talvez não dê tempo de consumir o segundo produto antes de estragar. Dar uma olhada geral na geladeira e na despensa para ver o que está faltando também evita chegar com 1 kg de tomate e perceber que já tinha o suficiente em casa para a semana toda.

 

Compre pequenas quantidades

Vá ajustando as quantias aos poucos à necessidade da família para evitar sobras.

 

Diminua as porções

É melhor repetir o prato do que ter que esvaziá-lo na lixeira porque ultrapassou a medida, certo?

 

Cuide bem do armazenamento

Respeitar as dicas de conservação das embalagens evita dar de cara com algo mofado ou com data de validade expirado. Outra forma de evitar essa chateação é, quando chegar com as compras, na hora de guardar no armário ou na geladeira, deixar na frente os itens antigos, para consumir primeiro. Vale lembrar que a tecnologia está a nosso favor, e hoje é possível baixar aplicativos de celular para calcular quantidades de produtos, bolar menus a partir do que tem estocado em casa e ainda obter dicas de conservação.

 

Reaproveite

Se cozinhar a mais, dá para pensar em novas receitas, caso típico do bolinho de arroz ou da carne moída do almoço que vira o molho à bolonhesa da lasanha do jantar. Quando achar que vai levar um tempo maior para usar o que sobrou, é só congelar. Aí, num dia de muito cansaço, é só abrir o freezer e escolher os pratos que vai aquecer.

 

Reavalie antes de jogar fora

Legumes que estão quase passando do ponto de amadurecimento ganham novo valor em tortas ou caldos para cozinhar com arroz, risotos e sopas. As frutas que começam a amolecer enriquecem preparos de bolos ou de vitaminas. Sabe as folhas murchas de alface? Um choque com água gelada pode dar nova vida a elas. E muitas partes normalmente descartadas de vegetais são repletos de vitaminas, minerais e fibras, e também deveriam escapar da lixeira. Talos de cenoura e de espinafre, cortados miudinhos, podem ser acrescentados a recheios e molhos, assim como as folhas de beterraba adicionam nutrientes à salada.

 

Com pesquisa e criatividade, o cardápio se diversifica e menos comida vai parar no lixo, o que, aliás, poupa inclusive o meio ambiente, uma vez que, de acordo com a ONU, o desperdício de alimentos gera de 8% a 10% de todas as emissões de gases de efeito estufa produzidos por seres humanos.[3] Como esses gases absorvem parte da radiação solar, acabam colaborando para o aquecimento global. Pelo bem do planeta, diga-se, é cada vez mais importante reavaliar nossas atitudes, com pequenas mudanças no dia a dia. É o que propõe, por exemplo, a Iniciativa RE, campanha lançada pela Nestlé que, entre outras ações, visa reduzir embalagens, trocar canudos de plástico por canudos de papel – e, claro, incentiva a redução de desperdício de alimentos e de água. [4]

Referências:

 

  1. [1]Intercâmbio Brasil-União Europeia sobre desperdício de alimentos. Disponível em [http://www.sectordialogues.org/documentos/noticias/adjuntos/a39a4c_Relatorio_SemDesperdicio_Baixa.pdf]
  2. [2] Stop Food Waste [stopfoodwasteday.com.br/]
  3. [3] FAO: reduzir desperdício de alimentos contribui para combate às mudanças climáticas [https://nacoesunidas.org/fao-reduzir-desperdicio-de-alimentos-contribui-para-combate-as-mudancas-climaticas/]
  4. [4] RE.Pensar [https://www.nestle.com.br/proposito/repensar]

Você pode se interessar por

Informações sobre saúde, receitas mais saudáveis e produtos para você.

Batalha de Produtos

Batalha de Produtos

Compare aqui os produtos Nestlé com a concorrência

Vegetais todos os dias!

Vegetais todos os dias!

O colorido de alimentos como folhas verde-escuras, tomate, cenoura e abobrinha não pode faltar numa dieta saudável

Ferramenta de porções

Ferramenta de porções

Descubra a porção recomendada dos diferentes alimentos