Quanto mais frutas e hortaliças, melhor.
Faça seu Login

A Nestlé quer saber mais sobre você e oferecer serviços para ajudá-la no dia-a-dia.

Se você não possui login:

Ir para o conteúdo

Nestlé - Good Food Good Life



nestle

banner_cereais_interna

banner_cereais_interna

Buscar Matéria

Enquete

Ter a companhia de um animalzinho em casa faz parte do seu cotidiano?





Votar

Nestlé

Você está na área de Faz Bem

Nutrição

Tamanho da letra

A-

A+

Quanto mais frutas e hortaliças, melhor.

Regular Bom Muito Bom Ótimo Excelente

Frutas, verduras e legumes são alimentos importantes para a promoção da saúde e fazem parte das recomendações diárias para uma dieta equilibrada. Itens variados desses grupos de alimentos devem estar presentes em todas as refeições, por fornecem água, fibras, vitaminas, minerais, além de outros nutrientes que promovem ação antioxidante, por exemplo.

 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o consumo adequado de frutas e hortaliças está fortemente associado à redução do risco para doenças cardiovasculares, diabetes e alguns tipos de cânceres. A nutricionista Ana Carolina Pereira Costa* reforça que a variedade de nutrientes presentes nesses alimentos participa da manutenção da integridade óssea, prevenção da anemia, regularidade do hábito intestinal, fortalecimento do sistema imune, dentre outros.

 

O hábito de vida moderno que, muitas vezes, estimula as pessoas a fazerem suas refeições fora de casa, é uma das justificativas para o menor acesso a frutas e hortaliças. Entretanto, Ana Carolina afirma que é possível manter o consumo desses alimentos, mesmo tendo que optar por restaurantes e lanchonetes.

 

“Basta pedir um suco natural ou, até mesmo, uma bebida feita a base de polpa. Também é possível escolher um smoothie, que é um suco de fruta batido com frozen yogurt. Possui textura bastante cremosa e sensação refrescante”, ensina. “Na hora da sobremesa os restaurantes costumam oferecer frutas da estação. Como alternativa, pode ser interessante transportar frutas secas na bolsa ou na mochila, para serem consumidas nos lanches”.

 

No caso das hortaliças, a nutricionista explica que é necessário ter algumas opções práticas em casa. “Vegetais em conserva (pepino, cebolinha, aspargos), verduras pré-higienizadas, legumes pré-processados (como as cenouras baby) e congelados sempre ajudam quando se tem pouco tempo disponível”.

 

“Ainda, é preciso explorar novas receitas e técnicas culinárias. Os legumes, por exemplo, além de crus e refogados, ficam ótimos grelhados. Para os dias mais quentes, as sopas frias podem ser servidas como entrada de uma refeição”.

 

Vale lembrar que o consumo regular de frutas, verduras e legumes também é essencial na infância. “É sempre bom ressaltar que o exemplo dos pais tem forte influência sobre comportamento alimentar das crianças. Ou seja, o consumo desses alimentos pelos pais será um estímulo positivo”.

 

Para Ana Carolina, uma boa estratégia é deixar as crianças participarem da compra e do preparo dos alimentos. Assim, elas se sentirão estimuladas a experimentá-los.

 

 

 

*Ana Carolina Pereira Costa é nutricionista formada pelo Centro Universitário São Camilo e educadora em diabetes, certificada pela Sociedade Brasileira de Diabetes e Federação Internacional de Diabetes.  Atua na equipe de Nutrição do Ambulatório de Bulimia e Transtornos Alimentares do Hospital das Clínicas de São Paulo (AMBULIM – IPq – HCFMUSP). É colaboradora do Grupo Especializado em Nutrição e Transtornos Alimentares (GENTA) e associada da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (ABESO). Autora do blog “O corpo é meu!”.

Assunto:Família

Voltar

Fechar

Enviar para amigo

Comentários

0

SEJAM BEM-VINDOS, VISITANTES!

Gostaríamos de informar que esta área é dedicada ao contato entre leitores e usuários. Em caso de dúvida, entre em contato com o Fale Conosco. A Nestlé pode não publicar ou retirar desta área todos os comentários que julgar inadequados. É importante, também, saber que todos os comentários publicados nesta área são de total responsabilidade dos usuários.

Página 1 de 1


Sites Nestlé:
As informações fornecidas por esse site não são individualizadas, portanto, um nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar uma dieta.

Nestlé faz bem

O MINISTÉRIO DA SAÚDE INFORMA: O ALEITAMENTO MATERNO EVITA INFECÇÕES E ALERGIAS E É RECOMENDADO ATÉ OS 2 (DOIS) ANOS DE IDADE OU MAIS. O MINISTÉRIO DA SAÚDE INFORMA: APÓS OS 6(SEIS) MESES DE IDADE, CONTINUE AMAMENTANDO SEU FILHO E OFEREÇA NOVOS ALIMENTOS.
©2014, Nestlé Brasil Ltda. Todos os direitos reservados. Melhor visualização 1024 x 768.