Sort results by
Sort results by

Nescafé vai usar a força do café para contribuir com vidas melhores

Voltar


20 de janeiro de 2021 – Há dez anos, a Nestlé lançou o Nescafé Plan para contribuir para a melhoria da vida dos agricultores, aumentando sua renda, reduzindo o impacto ambiental das fazendas e fábricas de café e melhorando o bem-estar das comunidades rurais em muitos países, como Brasil, Colômbia, Costa do Marfim, Quênia, México, Filipinas ou Vietnã. A Nestlé investiu 350 milhões de francos suíços no Nescafé Plan desde seu lançamento.

Com base no progresso significativo da última década a Nestlé se compromete, hoje, a aumentar os seus esforços de sustentabilidade. Philipp Navratil, Vice-Presidente Sênior e Head da Unidade de Negócios Estratégicos de Bebidas, disse: “Juntamente com nossos parceiros e 230 agrônomos do Nescafé, aperfeiçoamos a eficiência e as práticas agrícolas nas fazendas, permitindo que os produtores obtivessem um preço premium pelo café cultivado de forma sustentável. Diversificamos as fontes de renda dos cafeicultores para reduzir sua dependência das monoculturas e torná-los mais resilientes. Não vamos parar por aqui. Nossos programas evoluirão para aprimorar as condições sociais dentro e ao redor das fazendas de café. Redobraremos nossos esforços com relação a direitos trabalhistas, proteção infantil, empoderamento de jovens e mulheres”.

Em 2025, Nescafé espera que 100% de seu café tenha origem responsável, podendo ser rastreado até um grupo de produtores identificados. O café é verificado ou certificado por organizações independentes.

Nescafé reduzirá e removerá as emissões de carbono nos locais onde adquire café e em todas as suas operações. Nescafé também usará embalagens ecológicas. Essas são etapas concretas que, entre muitas outras, estão ajudando a Nestlé a alcançar seu compromisso de embalagem para 2025 e sua ambição de emissões líquidas zero em 2050.

A Rainforest Alliance, parceira de Nescafé, avalia as atividades em regiões produtoras de café em todo o mundo para garantir que impactem positivamente na vida dos agricultores. A Rainforest Alliance monitora regularmente a adoção de boas práticas pelos agricultores e a evolução dos indicadores relacionados, como a produtividade.

“Nossa parceria com a Nestlé no Nescafé Plan visa melhorar e otimizar a cafeicultura. Trabalhando junto com a Rainforest Alliance em treinamento, monitoramento e avaliação, Nescafé tem usado dados e evidências para adaptar suas atividades junto com os cafeicultores. Estamos muito satisfeitos por sermos seus parceiros nesta jornada”, disse Alex Morgan, Diretor de Mercado da Rainforest Alliance.

Com a implementação do Nescafé Plan desde 2010, a Nestlé já alcançou globalmente:

Atualmente, 75% do café adquirido para os produtos Nescafé tem origem responsável. Somente em 2020, Nescafé comprou mais de 649.000 toneladas métricas de café com origem responsável, o maior volume de um único comprador de café;
Distribuiu 235 milhões de mudas de café de alta produtividade e resistentes a doenças, superando a meta inicial de 220 milhões. Isso contribuiu para a renovação de quase 120.000 hectares de fazendas de café em todo o mundo;
Desenvolveu e lançou 15 novas variedades de café Arábica e Robusta em cinco países: México, Colômbia, Equador, Filipinas e Tailândia. Essas variedades têm maior produtividade, resiliência e qualidade superior;
Ministrou mais de 900.000 sessões de treinamento para agricultores sobre boas práticas agrícolas, com o objetivo de otimizar a produtividade e os custos, melhorar a qualidade e reduzir a pegada ambiental por meio de métodos de irrigação ou técnicas de poda eficientes;
Empoderou mais de 10.000 mulheres e jovens agricultores por meio de programas de liderança e treinamento em planejamento econômico familiar;
Reforçou as habilidades empresariais de mais de 10.000 agricultores, focando em educação financeira, manutenção de registros e empreendedorismo.
A Nestlé publicará um novo roteiro de sustentabilidade ampliado do Nescafé antes do final do ano. A empresa continuará a trabalhar diligentemente para promover um setor cafeeiro mais robusto e sustentável.