Sort results by
Sort results by

Nestlé Brasil apresenta case sobre eficiência hídrica em participação na COP26

Voltar

No estúdio organizado pela CNI, em Brasília, Companhia vai destacar os resultados de programa em parceria com a Embrapa e da jornada de sustentabilidade que vem reduzindo o impacto ambiental da produção de leite no Brasil

São Paulo, novembro de 2021 – Na próxima quinta-feira, 11, a Nestlé Brasil participará da COP26 ao apresentar os resultados do case que vem garantindo uma redução do impacto ambiental da produção de leite no Brasil. Em vigência desde 2015, em parceria com a EMBRAPA, o programa reforça o compromisso da Nestlé de transformar agropecuária para restaurar o meio ambiente, fomentando a produção de leite de forma responsável também na esfera ambiental no Brasil.

A apresentação será realizada no estande da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília, a todos os participantes da 26ª edição da Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas, em Glasgow, na Escócia. 

Fomentar a produção de leite de forma responsável na esfera ambiental no Brasil está entre os objetivos da companhia, que tem como propósito transformar o futuro por meio do poder do alimento. A apresentação do case será liderada por Barbara Sollero, gerente de Milk Sourcing da Nestlé Brasil. 

Dados divulgados pela companhia em 2020, relativos à parceria com a Embrapa, mostraram redução de consumo de água em 60 propriedades leiteiras que participam do programa de boas práticas hídricas da Nestlé. De acordo com estudo realizado pelas duas organizações, em 2020 essas fazendas tiveram uma redução de 8% no consumo de água em relação a 2019, totalizando uma economia de 19 milhões de litros de água. Atualmente, o programa conta com mais de 1000 propriedades participantes, localizadas nos estados de São Paulo, Paraná, Goiás e Minas Gerais.

Uma nova fase do programa foi desenvolvida em 2020, com intensificação das ações e intervenções nas fazendas, com o objetivo de até o final de 2021 todos os fornecedores de leite da companhia estarem realizando a gestão hídrica, o que corresponde a mais de mil e quatrocentas fazendas.

Com o Programa de Práticas Sustentáveis, na cadeia do leite, a Nestlé atua, desde 2006 para melhorar eficiência e preservar recursos, olhando também o bem-estar animal e o tratamento de resíduos.

Desde 2019, em uma evolução do programa de boas práticas hídricas, a Nestlé lançou a primeira ferramenta digital para gestão hídrica em propriedades leiteiras, dentro do aplicativo Leiteria. A funcionalidade permite aos produtores registrar o consumo de água e traz indicadores para ajudar a gerir este recurso. Os registros do consumo de água da propriedade podem ser feitos mensal, semanal ou diariamente pelo aplicativo Leiteria da Nestlé, a partir de indicadores gerados. As fazendas com esta gestão digital do recurso, adicionada a outros requisitos definidos pelo Programa de Práticas Sustentáveis, já recebem um bônus de R$ 0,05 por litro de leite.

Em 2021, a companhia anunciou parceria inédita com a Embrapa para desenvolver primeiro protocolo nacional para uma pecuária de leite de baixo carbono e posterior criação de uma calculadora para o balanço de carbono equivalente das propriedades leiteiras em diferentes biomas e sistemas de produção. O projeto já está desenvolvendo as primeiras 8 fazendas leiteiras NET ZERO do país. Até 2025, a Nestlé pretende expandir o conceito e os aprendizados da jornada de neutralização para todas as fazendas, para que todas tenham acesso à informação e possam implementar práticas regenerativas para a redução de carbono.